Morte Materna

A mortalidade materna, no Brasil e no Mundo, está  ligada a dois fatores principais:

1- Saúde Zero no Brasil. A Falta de Assistência Médica 
Grande parte das gestantes não tem a necessária assistência médica e nutricional desde o dia da fecundação do óvulo. Uma das causas da anencefalia (falta de formação do cérebro) é a falta de alimentação de gestante.
A mulher precisa de acompanhamento nutricional, de consultas médicas periódicas, no mínimo sete durante a gestação,  e de acesso aos exames necessários para averiguar a saúde do bebê e da gestante.
Mesmo nas regiões mais desenvolvidas do país, as mulheres não tem atendimento especializado.


95,5% das mortes maternas são causadas por falhas no atendimento médico
Falta de assistência médica mata milhares de mulheres
Rede Cegonha e a precariedade do serviço de saúde no Brasil


2- Exemplo de atendimento
A Pastoral da Criança da Igreja Católica é um exemplo de como a gestação deve ser conduzida.  Nos artigos incluídos nesta página você poderá constatar esse fato.

3- Saude precária -  SUS tem 4 vezes menos médicos que hospitais particulares

SUS tem 4 vezes menos médicos que particulares
Saúde Zero: a causa dos abortos e das mortes maternas
Falta de assistência médica mata milhões de mulheres no mundo


4- Abortos espontâneos - números usados pelos abortistas para enganar o povo
Os abortistas e as feministas usam os números de abortos espontâneos para assustar as pessoas e fazê-las concordar com os assassinatos. as 180.000 curetagens realizadas pelo SUS se referem a abortos espontâneos, que a medicina não consegue explicar. Uma única mulher pode realizar 3, 5, 10 e até 15 curetagens, na tentativa de ter um filho. Os registros do SUS deveriam informar o número de mulheres que fizeram curetagens, que seria bem menor.


Abortos espontâneos - Dr. Drauzio Varella
2,6 milhões de bebês nascem mortos por falta de assistência médica


5- Consequências e possibilidades de vida ao bebê
Nas clínicas de abortos, ninguém dirá para a gestante quais as consequências do aborto para seu corpo e sua mente.  Nem dirão que, mesmo que a criança tenha alguma deficiência, há possibilidades imensas de curá-la com o avanço da medicina fetal.

O que não dirão a você numa clínica de abortos
Pâncreas artificial é promessa para grávidas com diabete tipo 1
A escolha de Vitória: entre o câncer e a vida

6- A Cultura da Morte - Nazismo -  Stalinismo -  Preconceito - Discriminação
As feministas e as/os abortistas, em razão da falta de assistência médica adequada para as gestantes, desde o momento da fecundação, querem induzir as mulheres negras ou pobres a matarem seus filhos e se tornarem assassinas.

O nazismo assassinou milhões de pessoas porque  buscava uma raça pura, pessoas sem deficiências, . O stalinismo assassinou milhões de pessoas buscava a hegemonia do pensamento. A ideia de que os filhos das mulheres pobres ou negras devem ser assassinados é um odioso preconceito e uma odiosa discriminação.

Ditadores, nazistas e comunistas assassinaram mais de 100 milhões de pessoas

7- O aborto é um crime hediondo.
Feministas e abortistas  não são cristãos, porque Jesus Cristo pregou o amor e a paz, e não são católicos porque estão automaticamente excomungados pelo Código Canônico, pois são conscientes que uma criança é assassinada com o aborto.

Aborto: defender a vida é ser progressista
Estupro e aborto são crimes hediondos


8- O outro lado:  A VIDA