quinta-feira, 21 de junho de 2012

Elegia pela morte de um Bispo segundo o Coração do Altíssimo

Por Frei Clemente Rojão

Legenda: James Tissot, a morte de Aarão no Monte Hor
E ali no alto do monte o sumo-sacerdote Aarão morreu. Quando Moisés e Eleazar desceram do Monte, o povo todo se deu conta de que Aarão tinha morrido, e durante trinta dias toda a casa de Israel o chorou. - Números 20, 28s
Ai de nós, ai de nós, pobre de Israel, triste da Igreja!

Morreu um bispo segundo o coração do Altíssimo! Perdemos Dom Luiz Gonzaga Bergonzini

O Senhor finalmente chegou e encontrou seu servo vigilante, esperando-o. Diz hoje nos céus Jesus: "Servo bom e fiel, vinde tomar parte comigo na minha alegria". Combateu o bom combate, guardou a fé. 

Como Aarão, esteve com o turíbulo na mão entre a peste e o povo. Foi martirizado brancamente pelos vermes e inimigos da Igreja mas, como Jeremias, não desviou o rosto a quem quis lhe arrancar a barba.
Como Ezequiel, proclamou fielmente a palavra que lhe foi confiada, mesmo desagradando aos poderosos. Como os sacerdotes Macabeus, manteve a aliança com Deus contra os levitas vendidos aos Antíocos do momento. 

Como Paulo, viver para ele era Cristo e morrer era lucro. Como Santo Inácio de Antioquia, como Santa Agostinho e tantos outros bons bispos que o antecederam, Dom Luiz foi apóstolo e pregou até seu leito de morte. Ei-lo agora vendo o que os olhos nunca viram e a boca nunca pôde descrever.
A Virgem Maria o toma pela mão, Pedro, Tiago, André, João e os apóstolos o recebem, os anjos o saúdam, os profetas o cumprimentam, os mártires o parabenizam. Antônio de Pádua, cujo dia preside hoje, acompanha-o à morada do Pai, onde receberá a moeda de prata por ter trabalhado desde a manhã na vinha do Senhor, tomando parte nas núpcias do Cordeiro.
Ainda sim, aqui embaixo no Vale de Lágrimas, Israel que é a Igreja militante no deserto do mundo chora a morte de Aarão. Cabe a nós, seus filhos espirituais, sermos como Eleazer e continuarmos seu legado.

Até breve, Dom Luiz, até breve... rogai por nós!
Por Assess. Dom Luiz Bergonzini

Um comentário:

stefan disse...

Comparo D Luiz a S Paulo pela combatividade por Cristo, a favor do Reino de Deus, à base do "pro que der e vier"; porém, esse pai, irmão, amigo lamentavelmente não mais está entre nós - deixou como que um vácuo, quanta falta nos faz - e espero que seus assessores mais próximos continuem; e olhe que muitos na net estão se expressando dessa forma, aguardando o sequenciamento de seu trabalho evangelístico, ao menos preencher-lhe a lacuna, já que substituí-lo, outro no nível é praticamente impossível.
Inclusive eu.