segunda-feira, 14 de maio de 2012

Pedófilos tentam fechar página do Facebook com ofensas e ameaças

Por Eduardo Moreira
Um grupo de pedófilos está tentando fechar uma página do Facebook, criada pela mãe de uma estudante assassinada, que tem como objetivo ajudar as vítimas de abuso infantil. A tática para remover o site do ar é simples: publicar diversos comentários ofensivos e ameaçadores na página em questão.
Sara Payne, de 43 anos de idade, é a autora da campanha e se tornou uma militante incansável nas questões do abuso sexual infantil depois que sua filha, Sarah Payne, de apenas oito anos de idade, foi assassinada pelo pedófilo Roy Whiting, em 2000. Na página no Facebook, Sara alerta sobre os perigos aos quais as crianças se expõem na Internet e sobre o aumento do número de casos de abuso sexual infantil na comunidade britânica nos últimos anos.

O que despertou a onda de ataques ofensivos por parte dos pedófilos foi uma frase publicada na área de comentários: “Paedogeddon (combinando os termos “pedofilia” e “armaggedon”) – eles estão organizados, e vão atacar seus filhos”. Isso foi o suficiente para incentivar outros usuários a publicarem ofensas e agressões das mais diversas espécies. Outro comentário ataca diretamente a Online Sex Offender Community, comunidade responsável por receber as denúncias de violência sexual. A frase diz: “OSC, sempre ganhando."

Sara sabe que a intenção dos pedófilos é retirar do ar a página do Facebook. Em entrevista ao jornal inglês The Sun, a mãe afirmou que está farta de ser ofendida dessa forma, e que essa é uma tentativa vil de tirar a sua campanha do ar. “Eles (os pedófilos) não querem campanhas como a minha, pois à medida que as vítimas possuem mais poder, mais os segredos desses criminosos são expostos”, completa Payne.

A mãe já fez queixa formal na polícia sobre o assédio dos pedófilos na sua página do Facebook. A rede de Mark Zuckerberg não se pronunciou oficialmente sobre o caso até o momento.
Via Daily Mail
Eduardo Moreira para Tech Tudo

Nenhum comentário: