sexta-feira, 4 de maio de 2012

Ninguém nasce homossexual, diz Luiz Mott

A questão da ideologia homossexual já está bastante esclarecida na aba homossexualismo de nosso blog.  Lá, podemos verificar que o Relatório Kinsey, fundamento da ideologia homossexual, é uma pesquisa viciada, baseada em informações falsas

Luiz Mott, líder do movimento homossexual do Brasil, afirmou em rede nacional de televisão que ninguém nasce homossexual e que as pessoas podem mudar.


Numa participação no "Programa do Jô", na Rede Globo, Luiz Mott disse ao apresentador que ele é um “ex-heterossexual”: 

“Eu sou um ex-heterossexual como existem ex-gays, pessoas que não eram 100% homossexuais”, disse Mott. “Eles tiveram algumas experiências, não gostaram e daí passaram para o outro lado”.

Embora Mott tenha atribuído a mudança às pessoas que não eram “100% homossexuais”, ele explicou para o apresentador Jô Soares que  a sexualidade humana é cultural. Disse acreditar que “todos os seres humanos têm, como Freud diz, um desejo bissexual”, e que a preferência sexual é algo flexível e mutável. 

“Felizmente, a sexualidade humana é cultural, é construída e pode mudar. Eu acho que não vou mudar mais porque já to muito acostumado e feliz”, ele disse para Soares.

Homossexualismo não gera vida humana.  Ciente dessa lei natural, o líder homossexual pede aos heterossexuais que tenham filhos, para serem transformados em "novos gays", "novas lésbicas": 


"Nós precisamos de vocês heterossexuais para que produzam filhos que se tornem novos gays, novas lésbicas."  - "Programa do Jô", aqui


Parece-nos que não é preciso dizer mais nada!
Dom Luiz Gonzaga Bergonzini
 Bispo Emérito de Guarulhos
     Jornalista MTb 123
www.domluizbergonzini.com.br

Nenhum comentário: