quarta-feira, 7 de março de 2012

Eleições 2012- Pronunciamento dos Bispos do Regional Nordeste IV da CNBB

               Os Bispos do Piauí, membros da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil - Regional Nordeste IV, na qualidade de pastores de suas comunidades, desejam iluminar o cenário das próximas eleições municipais oferecendo pensamentos e reflexões que possam contribuir para o aprimoramento do processo eleitoral.


               Reafirmamos nossa convicção no valor e importância da atividade política como serviço ao nosso povo, amparados sobretudo no testemunho de Jesus Cristo: " O Filho do Homem não veio para ser servido. Ele veio para servir, e para dar a sua vida como resgate em favor de muitos." (Mt 20,28)                                          


               No exercício da atividade política, justifica-se a organização partidária que se reveste de princípios e visa alcançar o poder para transformá-lo em serviço eficaz ao povo. Nossa prática tem demonstrado, infelizmente, vícios e distorções que obscurecem o brilho de setor tão fundamental para nossas vidas.                  


                Níveis altos de desobediência às leis, como compra de votos, conchavos interesseiros, uso de dinheiro público em campanhas eleitorais, levaram a sociedade a se movimentar pala aprovação da Lei da "Ficha Limpa", recentemente aprovada pelo Supremo Tribunal Federal.  Nada mais justo, pois, do que batalhar por uma eleição limpa, confiável e que devolva esperança ao povo. E apostamos na possibilidade de termos militantes políticos com ficha limpa. Ao contrário, com o povo, sobretudo os pobres, desaprovamos os corruptos e aproveitadores. 


               Recomendamos vivamente à sociedade organizada a implantação de Comitês contra a corrupção eleitoral, de acordo com a Lei 9840/99, como contribuição para uma eleição transparente e limpa. 


               Preservando nossa identidade católica, queremos externar nossa rejeição a candidatos que não primam pelo bem comum, não defendem o direito e a justiça, não promovem nem defendem a vida, e ainda, aprovam o aborto e a eutanásia, em frontal desrespeito aos valores humanos e cristãos. O bom político estará sempre em sintonia com o povo que representa. Além disso, somos parte de uma sociedade cuja maioria valoriza a família e a vida. 


               Por fim, reafirmamos nossa confiança e concitamos mesmo os leitos a ocupar seu lugar numa autêntica militância que nos leve a "novos tempos" (CF. DAp 505-507). "O vasto e complexo mundo da política, da realidade social e da economia, é campo próprio dos leigos" (DEN 70).  "Os sacerdotes devem permanecer afastados de um engajamento pessoal na política, a fim de favorecerem a unidade e a comunhão de todos os fiéis e assim poderem ser uma referência para todos" (Bento XVI, Visita ad limina 2009). Reiteramos o nosso pronunciamento publicado referente as eleições de 2008.


               Acompanharemos a todos com nossas orações, como cidadãos e Pastores. 
               Terezina, 22 de fevereiro de 2012. 
Dom Alfredo Schaffler                                              Dom Valdemir Ferreira dos Santos
Bispo de Parnaíba                                                               Bispo de Floriano
Presidente da CNBB - Regional NE-IV


Dom Juarez Souza da Silva                                       Pe. Cláudio José Boechat Moreno
Bispo de Oeiras                                                        Administrador Diocesano de São Raimundo Nonato
Vice-Presidente da CNBB - Regional NE-IV


Dom Plínio José Luz da Silva                                    Pe. Tony Batista
Bispo de Picos                                                         Administrador Diocesano de Teresina
Secretário da CNBB - Regional NE-IV


Dom Eduardo Zielski                                                Dom Celso José Pinto da Silva
Bispo de Campo Maior                                             Bispo Emérito de Teresina


Dom Ramon Lopez Carrozas                                     Dom Miguel Fenelon Câmara Filho
Bispo de Bom Jesus do Gurguéia                               Arcebispo Emérito de Teresina

2 comentários:

nana disse...

O Papa Bento XVI tinha dito que os sacerdotes devem sim protestar contra tudo que vai contra a lei de Deus 9como o aborto, eutanásia, homossexualismo etc). Os cristãos não devem ficar calados diante do mal, inclusive, na política. o que não deve aprovado é os sacerdote deixar a igreja para se engajar na política.

nana disse...

Dom Beni,

O Padre Paulo Ricardo está sendo perseguido pela ala progressista da Igreja Católica. Por favor, ajude-nos. Pois, suas pregações são de acordo com a doutrina aut~entica da Igreja. socorre-nos!