segunda-feira, 26 de março de 2012

CBN: Católicos fazem ato contra a legalização do aborto em São Paulo


QUARTA, 21/03/2012

Católicos fazem ato contra a legalização do aborto em São Paulo

Grupo de manifestantes faz panfletagem com folhetos proibidos pela Justiça durante a campanha eleitoral de 2010
Grupo de católicos se reúne na Praça da Sé para protesto contra o aborto (Foto: Débora Freitas/CBN)Grupo de católicos se reúne na Praça da Sé para protesto contra o aborto
(Foto: Débora Freitas/CBN)

Ouvir

Comente »
Faça o login para efetuar o comentário:
  • Rômulo Ribeiro ,15:34, 21/03/2012
    A melhor forma de protesto contra o ABORTO é não votar em candidatos do PT, PC do B e PSOL. Esses são os partidos que carregam a bandeira do aborto em nome do direito das mulheres. Por de trás desta ideologia leninista, jaz o insaciável desejo de controlar as massas. Não vote neles!
    Denunciar


Link: http://cbn.globoradio.globo.com/sao-paulo/2012/03/21/CATOLICOS-FAZEM-ATO-CONTRA-A-LEGALIZACAO-DO-ABORTO-EM-SAO-PAULO.htm 

Um comentário:

stefan disse...

O rei Herodes, de fato, era um rei muito poderoso, - embora falecido corroído por vermes - possui fiéis discípulos até hoje. Ele tencionava matar a Jesus, fê-lo trucidando milhares de crianças em seu lugar, subtendendo que estaria dentre elas, à época, abaixo de 2 anos. Em pleno século XXI Herodes possui numerosíssimos filhos espirituais - os herodólatras - que praticam e (ou) promovem, votando em quem legisle na implantação de leis homicidas no intuito, em favor do aborto. Assim sendo, todas as crianças sacrificadas nos matadouros ou clínicas de aborto, esses colaboracionistas têem suas digitais impressas em cada um desses fratricídios praticados. São excluídos da comunhão eclesial pelo mesmo fato, não podendo inclusive receber validamente os sacramentos, mortos espirituais, defuntos ambulantes. Já possuímos tantos pecados, acresceremos ainda mais o infanticídio propositamente; poderíamos evitá-lo facilmente não avalizando tais procedimentos, gravíssimos pecados aos milhares ainda mais ao nosso já sujíssimo currículo existencial como cristãos católicos? A não ser que a pessoa, após sua infortunada, maldita vida queira ser recebido por satanás e ouvir dele: obrigado, comparsa, tome posse do reino do inferno; é todinho nosso para sempre!