sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Papa preside missa na "Epifania do Senhor" - 06 de janeiro



Cidade do Vaticano (RV) - Bento XVI irá celebrar na manhã desta sexta-feira, 6 de janeiro, a santa missa na Basílica Vaticana, na solenidade da Epifania do Senhor. Durante a celebração o Papa ordenará bispo dois prelados: Mons. Charles John Brown, novo núncio apostólico na Irlanda; e Mons. Marek Solczynski, novo núncio apostólico na Geórgia e Armênia.

A Rádio Vaticano estará transmitindo a santa missa ao vivo, via satélite, para todo o Brasil e demais países de língua portuguesa cujas emissoras nos retransmitem, a partir das 6h20 (do horário brasileiro de verão).

Sobre a importância da solenidade da
Epifania – manifestação do Senhor a todos os povos – a Rádio Vaticano pediu um comentário ao Prior-Geral da Ordem dos Agostinianos Descalços, Pe. Gabriele Ferlisi. Eis o que disse:

Pe. Gabriele Ferlisi:- "A Epifania tem um lugar de relevo no ciclo do ano litúrgico. De fato, se o Natal pode ser considerado como uma primeira Epifania de Jesus, Deus que se manifesta no seio do povo da Israel – os pastores acorrem a Ele –, esta festa da Epifania, que se celebra em 6 de janeiro, é a revelação da divindade de Cristo reconhecida pelos povos pagãos, simbolizados por estes homens sapientes do Oriente Médio. Portanto, tem uma importância particular porque o Senhor Jesus não veio somente para o povo de Israel, mas veio para toda a humanidade e, então, todos os homens e todos os povos reconhecem naquele menino o Filho de Deus. Efetivamente, os presentes que os Magos oferecem são simbólicos: ouro, incenso e mirra. O ouro para indicar a senhoria de Jesus, o incenso para indicar a sua divindade, e a mirra para indicar a sua humanidade: o verbo se fez carne."

RV: Como podemos ver, hoje, a solenidade da Epifania do Senhor?
Pe. Gabriele Ferlisi:- "É preciso olhar um pouco mais com olhos da fé.  Nós devemos ser verdadeiramente como os Magos.  Existe um pensamento muito bonito de Santo Agostinho, num discurso sobre a Epifania. O grande Padre da Igreja explica que os Magos vieram e o procuraram dizendo: "onde está o Rei dos Judeus que nasceu? Vimos a sua estrela no Oriente e vimos adorá-lo". O comentário de Agostinho se expressa em quatro verbos: "Anunciam e perguntam, acreditam e buscam". Como que para simbolizar aqueles que caminham na fé e desejam a visão. Devemos verdadeiramente recuperar a dimensão um pouco mais espiritual da vida e mesmo em Jesus não ver somente a dimensão humana, o homem mais excelente, mais sábio, e o Evangelho entendido somente em dimensão sociológica. Talvez, hoje, fosse necessário recuperar uma dimensão profunda da fé, porque está sendo perdida. Conseguir ver a divindade de Cristo e que o Senhor continua a manifestar-se. Aquela estrela que os Magos seguiram até Belém continua no tempo iluminando todos os eventos da vida, e bem lidos nos levam a ver a ação de Deus no mundo." (RL)

Um comentário:

Flor Martha disse...

O nosso Papa é muito legal não é? Também homenageie o Dia de Reis no meu blog e aqui em casa vai ter presentinho para as crianças, explicação do significado da Epifania e retirada da decoração do Natal. Muito legal o seu blog. Já o coloquei na minha lista de blogs.

Abraços e que Deus esteja sempre no seu coração.
Vida em Sociedade