sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Nossa Senhora da Caridade do Cobre - Padroeira de Cuba


Nossa Senhora da Caridade do Cobre - Padroeira de Cuba
Liturgia - 2 de setembro

Nossa Senhora da Caridade foi proclamada padroeira de Cuba no início do século XX, 10 de maio de 1916, pelo papa Bento XV, e solene-mente coroada em 20 de janeiro de 1936, em Santiago de Cuba, na presença de uma grande multidão.

Há duas versões narrando o aparecimento da imagem. É a estátua de uma Virgem negra, coroada e coberta por vestes reais, com o Menino Jesus ao colo. A primeira versão diz que ela foi encontrada nas águas do Mar das Caraíbas, por Alonso Ojeda. Este era um comandante do exército espanhol que, em sério perigo de naufrágio, clamou à Virgem, prometendo erguer-lhe uma capela se fosse salvo. Outra versão atribui o encontro da imagem a dois irmãos índios, Juan Rodrigo e Juan Diego Hoyos, e ao negro Juan Moreno, que teriam passado três dias em altomar enfrentando terrível tempestade. E eis que ao amanhecer do quarto dia, conforme diz Moreno: Naquela manhã o mar estava tranqüilo e, com os irmãos Rodrigo e Diego, decidimos partir, antes do nascer do sol, para recolher sal bem distante do golfo. No meio do mar vimos qualquer coisa que flutuava. Aproximamo-nos. Aquilo parecia um feixinho de ramos secos. Logo um dos irmãos exclamou que se tratava de uma estátua da Virgem Santa que trazia nos braços o Menino Jesus. Em seu pedestal de madeira estava gravado: Eu sou a virgem da Caridade. A imagem flutuava sobre a água, no entanto o seu manto, que era de tecido, não estava nem um pouco molhado. Cheios de alegria e felizes, re-colhemos apenas um terço do sal de que precisávamos e, com a estátua, retornamos à margem.


Hoje a Virgem da Caridade do Cobre é venerada também fora de Cuba, em diversos países da América central e na Espanha. Em Miami, nos Estados Unidos, também há um santuário a ela dedicado. Sua festa é celebrada no dia 8 de setembro.

Nenhum comentário: