domingo, 22 de janeiro de 2012

Dom Luiz Bergonzini passa a ser bispo emérito


Dom Luiz Bergonzini passa a ser bispo emérito
Marianna Falcão - Foto: Aparício Reis    21/01/2012 09:11
Com postura sempre marcante, líder religioso promete seguir bastante atuante junto à comunidade

Há quase 20 anos na gestão da Diocese de Guarulhos, dom Luiz Gonzaga Bergonzini passa a ser bispo emérito a partir deste domingo, com a posse de dom Joaquim Justino Carreira. Entre as principais conquistas, Bergonzini destaca a unificação do clero, o aumento das vocações e a construção do seminário.

Dom Luiz teve a renúncia da gestão da Diocese de Guarulhos aceita pelo Papa Bento XVI, por ter alcançado o limite de idade canônica - 75 anos, mas continuará atuando na cidade. "Estou à disposição do bispo titular para trabalhar na Diocese. Inicialmente serei responsável pelas congregações religiosas e pela conclusão da construção do seminário, no Lavras".

Sobre a posição política, Bergonzini afirma que continuará em defesa da igreja, da dignidade da pessoa humana e dos direitos naturais. "Não mudo minha posição política, que não tem comprometimento com qualquer partido. Como cidadão tenho esse direito, e como bispo tenho esse dever".

Em relação aos atritos que teve com o Partido dos Trabalhadores (PT), dom Luiz diz que não tem nada contra as pessoas, mas somente contra o partido que tais pessoas aderiram. "Sou contra o aborto e o PT apóia esse tipo de crime contra a vida".

Dom Bergonzini destaca que a família cristã, célula da sociedade, está sendo prejudicada por leis e concessões governamentais. "O casamento entre os homossexuais e a separação por divórcio são legais, mas ilegítimas, porque vai contra a lei da natureza".

Duas pastorais são destacadas por dom Luiz - a da Criança e a da Sobriedade. "A primeira não atende somente aos pequenos, mas acaba atingindo os pais, que engloba toda família, cuja estrutura deve ser sólida nos momentos atuais".

"O trabalho da Pastoral da Sobriedade estende as mãos para os dependentes que têm boa vontade para largar o vício e precisam de um suporte para vencer a dificuldade. O problema das drogas é sério e não deve ser resolvido com violência, como no caso da cracolândia, em São Paulo", observa Bergonzini.

A falta de clero foi uma das principais dificuldades, mas o bispo relata que conseguiu driblar este problema com a colaboração dos padres e da comunidade.


Principais conquistas durante a gestão de dom Luiz Gonzaga Bergonzini, de 1992 a 2011


- Havia 25 paróquias - hoje existem 35 paróquias

- Não havia nenhum santuário - hoje existem dois - Bom Jesus da Cabeça, no Cabuçu, e São Judas Tadeu, no Picanço (correção, três - Santuário de Nossa Senhora de Bonsucesso)
- Não havia Igreja Católica do Rito Maronita - hoje existe uma
- Havia 31 capelas - hoje existem 128
- Construção do novo seminário no Lavras para 38 seminaristas
- Formação de 48 padres no seminário de Guarulhos (correção - havia 40 padres estrangeiros, hoje há 48 padres formados no seminário de Guarulhos) 
- Construção da sede episcopal em Gopoúva, conhecida como casa do bispo
- Criação da escola de ministérios com capacidade para 200 alunos
- Criação do seminário propedêutico com capacidade para atender dez alunos, que terão um ano de curso e avaliação antes de entrar no seminário.

Nenhum comentário: