quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Mulher estuprada, mãe quase estuprada, irmão homossexual e a marcha das vadias

Dom Luiz Bergonzini
Caríssimos leitores 


Recebemos um email, com pedido de resposta porque nosso nome foi incluído nele e está sendo repassado por católicos. Há, no email, distorções de fatos, de conceitos e de valores, com o objetivo único de confundir as pessoas, principalmente as que professam a fé católica.  
Para analisarmos o email, fomos obrigados a ordenar o texto, separando cada tema. Vamos respondê-lo, ponto por ponto, escrevendo em azul, em RESPOSTA. 

Enviadas: Quarta-feira, 17 de Agosto de 2011 14:14
Assunto: [CUR] Relato de uma vítima de estupro

EMAIL - Vale a pena ler!

RESPOSTA: Vale a pena ler, se esclarecer e devolver para quem o enviou a você.  
Não tenha vergonha de ser fiel a Jesus Cristo! 

EMAIL - Sou uma vítima de estupro. Sou filha de uma mulher que quase foi estuprada. Irmã de um homossexual que poderia ser agredido a qualquer momento. O que existe de comum?


RESPOSTA: Lar em dificuldade. Alguma coisa errada acontece nessa casa. Mãe e filha vítimas de estupro ? E irmão homossexual ? E o pai, onde anda ?  A Pastoral da Família de Campinas precisa identificar a autora do email e visitar a família, para ajudá-los.

EMAIL - A incapacidade da sociedade aceitar que o respeito não é algo que se constrói, mas um direito fundamental. De que nosso corpo e nossa sexualidade dizem respeito somente a nós.

RESPOSTA: Linguagem feminista abortista. Essa é a linguagem feminista, de quem defende o aborto. A incapacidade não é da "sociedade".   Há uma distorção proposital das responsabilidades das pessoas, para buscar um direito inexistente, o de matar. O direito à vida é o primeiro e essencial, dádiva de Deus. A vida está banalizada. Não tem mais valor.  Quando a pessoa acha que matar uma criança no útero da mãe é "normal", tudo o que vem depois - saúde, educação, segurança - perde a importância. Admite-se a pedofilia contra as crianças, admite-se a ideologia gay contra a família, admite-se a violência contra a mulher, admite-se a violência contra as crianças e os idosos, enfim admite-se qualquer coisa contra a pessoa humana. A responsabilidade pela defesa da vida é de cada um.  Não é da "sociedade", esse ente abstrato.  Não é a sociedade que mata, não é a sociedade que estupra, não é a sociedade que rouba, não é a sociedade que joga lixo na rua, não é a sociedade que põe fogo no mato, que derruba árvores, que polui os rios.  As pessoas praticam os atos e devem ser responsabilizadas, cada uma, individualmente, por seus atos. 

EMAIL - Fui a terceira estuprada em menos de uma semana em Barão Geraldo. No dia, a blusa de lã, sapatos fechados e calça jeans contradisseram ao velho discurso da "vadia" que pede por seu assédio. Para ser estuprada, basta ser mulher, independente do juízo de valor.
Assalto seguido de estupro. Fui obrigada a fazer sexo oral, o que me valeu alguns comentários dizendo que podia ser pior. Não há nada pior do que o domínio atroz de seu corpo.

RESPOSTA - Vítimas de estupros. Não sei quantas mulheres foram estupradas em Barão de São Geraldo, nem sei onde é. Se há reincidência, ou há um criminoso serial no local ou há negligência policial. É um absurdo que esse crime ocorra em série sem uma providência policial imediata.  Para esclarecer, o estupro não acontece só com a mulher. Acontece com a criança, com o homem, com o idoso, com qualquer pessoa. O estupro é um crime hediondo, pelas sequelas físicas e psicológicas que deixa nas vítimas, quando estas não são assassinadas. O aborto também é um crime hediondo: a criança tem as pernas e braços cortados e a cabeça esmagada para possibilitar sua saída do útero da mulher pelo cano de sucção, ou são desmanchadas cruelmente com substâncias químicas, que entram pela boca e pelas narinas, para matá-las.CLIQUE ESTUPRO E ABORTO SÃO CRIMES HEDIONDOS   Não aceitamos o estupro nem o aborto.  

EMAIL - Assim que saí de lá e cheguei ao meu destino inicial, havia um carro da polícia querendo impedir a festa de uma república acontecer. Carro este que chegou a passar na rua enquanto meu orgulho de ser mulher era destruído por um desconhecido. A ronda policial em Barão tem apenas um objetivo: estabelecer o toque de recolher aos estudantes para que juízes, delegados, professores universitários e empresários sintam o distrito como uma grande fazenda, sem barulho, sem nada. A segurança das pessoas está e sempre esteve em segundo plano, já não é uma novidade. 

RESPOSTA - Discriminação por profissões?   O texto acima dá a entender que a polícia conhece todas as pessoas, ou elas têm alguma identificação profissional. A polícia protege somente juízes, delegados, professores universitários e empresários ??? 
Os profissionais restantes são abandonados à própria sorte ??? Bispos, padres, coveiros, motoristas, professores do ensino médio, cobradores, advogados, médicos, etc.. não são protegidos pela polícia ??? 
O povo de Campinas  precisa tomar uma providência imediata e forte, reclamando ao Ministério Público contra essa discriminação e contra a inoperância da polícia.  Se "a segurança das pessoas está e sempre esteve em segundo plano", a polícia não precisaria existir, pois esta é a essência de sua existência, a prioridade é a segurança das pessoas. 

EMAIL - A delegacia que funciona em horário comercial (porque crimes só acontecem neste período), não pôde fazer meu B.O. Já a escrivã do quarto DP quase me convenceu de que era eu a culpada, teve de ligar no celular do delegado para confirmar se registrava estupro ou não. E a delegacia da mulher torceu para que eu arquivasse o caso.

RESPOSTA - A delegacia não funciona? Os crimes somente acontecem no horário comercial ? E nem nesse horário a  delegacia funciona corretamente?  As autoridades públicas devem ser cobradas. A segurança pública das pessoas é um dever dos governantes e administradores públicos.  A reclamação deveria ser feita ao Ministério Público, ao juiz responsável pela polícia, aos delegados seccionais,  aos vereadores, aos deputados estaduais e outras autoridades. 

EMAIL - No CAISM, mais de quinze injeções e remédios contra a AIDS que me deram efeitos colaterais por 28 dias...

RESPOSTA - CAISM. Não sei o que é CAISM.  Para fazer um aborto, há necessidade de registro de B.O. e abertura de inquérito policial, para identificar e punir o criminoso.  Quanto à prevenção contra AIDS, parece-nos que é para proteger a mulher da doença.  A mulher já está com as sequelas do estupro e os médicos tentam evitar a AIDS. 

EMAIL - A militante que eu era estava enterrada na culpa de existir, na vontade de abandonar tudo, no medo da ameaças, no "podia ser pior".  Em casa, depois de muito tentar entender meu total desânimo, fui lembrando de todos os fatos históricos que incluíram mulheres, de todas as revoluções que foram conquistadas pela participação ativa feminina.

RESPOSTA - Jesus Cristo protege as mulheres. A revolução em favor da mulher é obra de Jesus Cristo.  Hoje, as feministas atacam o Cristianismo. Mas foi Cristo quem defendeu a mulher adúltera (atire a primeira pedra...), foi Cristo quem valorizou a samaritana, foi Cristo quem aceitou as mulheres no grupo que o acompanhava. 

EMAIL - Recebi a carta da ANEL (que aliás nunca se deu ao trabalho de saber as informações verdadeiras, inventou o dia, a situação e a descreveu como bem quis, deixando claro para mim que o que importava era "fingir" que algo era feito.)

RESPOSTA - ANEL e suas obrigações. Não sei o que significa ANEL. As pessoas que conhecem esse órgão ou entidade devem examinar a informação, para saber sé é verdadeira ou não.  Se for órgão público ou entidade que recebe dinheiro do povo, através da Prefeitura, do Estado ou da União, precisa ser denunciada se não estiver cumprindo suas obrigações. 

EMAIL - Só me senti verdadeiramente segura quando vi o cartaz "Mexeu com uma Mexeu com todas", porque acredito que a única forma das mulheres se defenderem da opressão e lutar por sua liberdade é se auto-organizando. E foi pela conscientização e ação política que pude me fortalecer, me reerguer, cerrar os pulsos e ter a certeza de que NINGUÈM TIRA MEU ORGULHO DE SER MULHER.

RESPOSTA - A velha luta de classes. O marxismo prega a luta de classes: mulheres contra homens, negros contra brancos, olhos azuis contra olhos pretos, patrões contra empregados e outras. Políticos e partidos de esquerda usam essa linguagem para dividir os brasileiros e colocá-los uns contra os outros. A escritora deste email deveria sentir-se segura se defendesse a vida de todos, como faz o Cristianismo.  Todas as pessoas são iguais, criadas por Deus  à sua  imagem e semelhança.  Todas devem ser respeitadas desde o momento da fecundação até a morte natural.  

EMAIL - Conversei com pessoas estratégicas, quem poderia me ajudar de fato e logo fiquei sabendo das mobilizações que rolavam em Barão. Soube também das discussões sobre o "coloca ou não o telefone da delegacia no panfleto", "se queremos ou não punição dos agressores".  Façamos outras passeatas, nossa luta apenas começou! Se usar a roupa que eu escolhi, andar no horário em que decidi, ou ser mulher me faz vadia. Vadia sou e exijo respeito! Agradeço a todas as vadias que saíram nas ruas no dia 11. Vítima número 3 do mês de julho. 

RESPOSTA - Pessoas estratégicas e as "vadias". Pessoas que respeitassem a dignidade da mulher não aconselhariam uma passeata de "vadias", de mulheres mal vestidas, de mulheres desnudas, desrespeitando a dignidade da mulher. A maioria das fotos sobre "vadias" existentes na Internet são impublicáveis.  Para se ter o respeito é preciso respeitar. Essas manifestações denigrem a imagem das mulheres, das mãe brasileiras.  As pessoas estratégicas deveriam orientar um movimento organizado junto ao Ministério Público e ao Juiz que cuida da polícia, aos políticos municipais e estaduais,  pedindo que tomem providências para não acontecerem crimes contra outras pessoas. 


EMAIL - Pude alimentar ainda mais o ódio por ouvir absurdos como o do bispo Bergonzini de que o estupro só ocorre pela permissão da mulher.

RESPOSTA - A defesa da mulher é um dos principais pontos de nosso trabalho, que pode ser visto em nosso blog - http://www.domluizbergonzini.com.br/  
O ódio é um pecado que cega as pessoas. Quem é movido por ódio faz qualquer coisa. E existe a cegueira daqueles que não querem ver. A escritora do email não está dizendo a verdade.  Entendemos que o estupro e o aborto são crimes hediondos. A resposta à jornalista ELIANE (AQUI ) BRUM  e ao jornalista MARCOS ROLIM (AQUI) e ZERO HORA , em nosso blog,  mostram as distorções propositais das matérias sobre nosso trabalho.  O objetivo de nosso trabalho é defender a vida e mostrar a diferença entre o estupro (a relação sexual não consentida, violenta) que permite o aborto por lei, da relação sexual realizada em comum acordo de vontades entre homem e mulher, cujo aborto é proibido.  


EMAIL - A punição tem que ser dada, não se trata apenas de um oprimido que rouba como forma de existir num sistema capitalista, mas de um agressor ao corpo da mulher, que as coloca em risco de vida, que as oprime pelo autoritarismo independente da classe. Defender que não tenham punição é estar ao lado dos estupradores.

RESPOSTA - O ladrão e a punição dos criminosos. A escritora do email fala em apoio aos criminosos. Nós defendemos a punição dos criminosos.  O estupro e o aborto são crimes hediondos. Para punir os criminosos é preciso apontá-los, com o registro do B.O e a abertura do inquérito policial. Na representação que fizemos ao Ministério Público de Guarulhos, esclarecemos que é necessária a apuração dos crimes de estupro e punição dos criminosos.   


EMAIL - "O saber a gente aprende com os mestres e os livros. A sabedoria, se aprende é com a vida e com os humildes" Cora Coralina

A Bíblia é o livro de Deus, que ensina tudo. Jesus Cristo é o mestre dos mestres. 
Os Dez Mandamentos de Deus são o roteiro mínimo a ser seguido por todas as pessoas, se quiserem um mundo de amor, de paz e de respeito à vida. 

Incluiremos em nossas orações a terceira vítima de estupro, a mãe dela que quase foi estuprada e o irmão homossexual, e também o pai não mencionado, pois deve existir um na família,  pedindo a Nosso Senhor Jesus Cristo que os ilumine. 

OBS: A organização da passeata contra os estupros está na Internet e foi organizada pelo PSTU e outras organizações comunistas e socialistas. Na última linha do panfleto distribuído está o objetivo principal dos organizadores:  "Por uma sociedade socialista." (AQUI)


Aos católicos e cristãos, pedimos que não repassem indiscriminadamente emails. É preciso primeiro duvidar, depois criticar e conferir e por fim discernir. Por trás de palavras jogadas ao vento há sempre intenções escondidas, geralmente contra Jesus Cristo.

Vamos rezar por essas pessoas e partidos que vivem para mentir, cultuar a morte a partir do aborto e enganar os irmãos, para que sejam iluminadas por Jesus Cristo, convertam-se e busquem o bem comum. 


"Pai, perdoai-os, eles não sabem o que fazem" , disse Jesus Cristo.



Dom Luiz Gonzaga Bergonzini
Bispo Diocesano de Guarulhos

Nenhum comentário: