sábado, 11 de junho de 2011

Igreja Católica alegre pelo fim da mutilação genital da mulher

Alegria da Igreja pela lei sobre a revogação da mutilação genital feminina    
ÁFRICA/GUINÉ-BISSAU

"Gostaria de agradecer ao Parlamento pela aprovação da lei contra a mutilação genital feminina em nosso país. É um sinal de grande compromisso em defesa dos grupos mais vulneráveis de nossa sociedade", disse o Bispo de Bissau, Dom José Camnate, numa nota enviada à Agência Fides pela Cúria de Bissau.

Sobre a medida se discutia desde o ano 2000, mas nunca se tinha chegado a um acordo definitivo, sublinha a nota. Segundo Dom Camnate, provavelmente serão prevalecidos alguns valores que levaram os deputados a buscar um caminho seguro para proceder e não permitir que sobres os direitos humanos prevaleçam as opiniões subjetivas de alguns grupos.

A Igreja Católica, em virtude da lei aprovada, continuará a colaborar com as autoridades civis para garantir a tutela das crianças. A lei foi aprovada com 64 votos a favor, 3 abstenções e 1 voto contra, e prevê penas de um a cinco anos de prisão para quem pratica a mutilação genital feminina. (AP) (10/06/2011 Agência Fides)

Nenhum comentário: