quarta-feira, 30 de março de 2011

Bom parto em Manaus

Prefeitura de Manaus promove Curso de Pré-Natal

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), por meio da Unidade Básica de Saúde (UBS) Megumo Kado, localizada no bairro de Educandos, zona Sul, está realizando Curso de Pré-Natal para as gestantes assistidas pela unidade.

O curso iniciou na segunda-feira (21) e acontece em quatro aulas, sempre às segundas-feiras, das 14h30 às 16h, no salão paroquial da Igreja de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, que fica em frente à unidade. São 20 futuras mães que participam do curso, que aborda temas como alimentação, controle do peso e prevenção da eclampsia.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Francisco Deodato, durante a gravidez, muitas mudanças acontecem no corpo da mulher, fazendo com que esse período exija cuidados especiais, por isso a preocupação da Prefeitura em promover cursos de pré-natal em toda a rede municipal de saúde.

 “São nove meses de preparo para o nascimento do bebê, durante os quais o acompanhamento por profissionais de saúde é importante. Com os exames realizados no pré-natal, é possível identificar e reduzir muitos problemas de saúde que costumam atingir a mãe e o bebê. Doenças, infecções ou disfunções podem ser detectadas precocemente e tratadas de forma rápida”, ressaltou.

Deodato afirmou que o ideal é que as mães iniciem o pré-natal no primeiro trimestre, assim que souberem da gravidez. “As consultas e exames permitem identificar problemas como hipertensão, anemia, infecção urinária e doenças transmissíveis pelo sangue de mãe para filho, como a Aids e a sífilis. Alguns desses problemas podem causar o parto precoce, o aborto e até trazer consequências mais sérias para a mãe ou para o bebê, se não forem tratados a tempo”, destacou.

A enfermeira Vanessa Saraiva, responsável pelo programa Saúde da Mulher na UBS, é quem ministra o curso. Ela informa que, durante o curso, serão também tratados assuntos como aleitamento materno, cuidados com a gravidez, prevenção de incômodos, importância do pré-natal e direitos da mulher grávida.

Ela enfatiza que a gestação não é uma doença, e sim um processo fisiológico normal, que na grande maioria das vezes transcorre sem complicações. Esse grupo de mulheres que não apresenta complicações compõe o chamado grupo de gestações de “baixo risco”. 

Porém, em alguns casos, a gestação pode já começar com problemas, ou esses surgirem durante a gravidez, apresentando uma possibilidade maior de evolução desfavorável, tanto para a mãe quanto para a criança. São as chamadas gestações de “alto risco”. 

“O objetivo do pré-natal é garantir o bom andamento das gestações de baixo risco e, também, identificar adequada e precocemente quais as pacientes com maiores chances de evolução desfavorável. As complicações da gestação, parto e puerpério (período que sucede o parto) constituem a décima causa de mortes em mulheres. Com um acompanhamento pré-natal e atenção ao parto adequados, consegue-se evitar a maior parte dessas mortes”, alerta o secretário Francisco Deodato.
Reportagem – Marcelo Rodrigues - 23/03/11 | 11:10 - Prefeitura de Manaus

Nenhum comentário: