domingo, 27 de março de 2011

Bilionários dos EUA doam dinheiro para abortistas



Milhões de dólares para abortistas

Warren Buffet, milhões de dolares para organizações abortistas. 

Durante os últimos anos o bilionário americano Warren Buffett, de 79 anos, está gradualmente doando sua fortuna, avaliada em 47 bilhões de dólares — e boa parte dela está indo para sustentar o trabalho de ativistas pró-aborto no mundo inteiro.
A agência noticiosa Bloomberg informa que a doação anual deste ano para a Fundação Bill & Melinda Gates — que apóia iniciativas de controle populacional no mundo inteiro — foi estimada em 1.6 bilhões de dólares nas ações Classe B de Berkshire Hathaway, a empresa de Buffett com sede em Omaha. A quantia é um aumento de 28 por cento da doação do ano passado, devido ao fato de que o valor das ações da Berkshire melhorou de forma geral enquanto o resto da economia quebrou. O valor das ações de Berkshire aumentou 35 por cento na Bolsa de Valores de Nova Iorque durante os doze meses passados, e os lucros de Berkshire aumentaram 61 por cento em 2009.
Em 2006, Buffett fez para a Fundação Gates uma doação de 10 milhões em títulos Classe B da Berkshire, avaliados em aproximadamente 37 bilhões de dólares. A doação de 2010 de Buffett constitui parte do plano anual de compra a prestações de 5 por cento das ações prometidas do fundo fiduciário da fundação. As ações dão à Fundação Gates uma fonte constante de renda (na próxima década, a fundação estará recebendo 3 bilhões por ano). Com essa renda, a Fundação Gates pode financiar várias outras entidades beneficentes — as quais têm incluído organizações de controle populacional como a Federação Internacional de Planejamento Familiar [a maior entidade aborteira do mundo] e outras.
“Só no ano passado, a Fundação Gates anunciou que estaria investindo 1.5 bilhões de dólares na causa da saúde materna durante os próximos 5 anos — com uma ênfase especial na promoção do “planejamento familiar” nos países do terceiro mundo”.
Bloomberg informa que outras organizações que defendem o aborto também receberam dezenas de milhões para seu trabalho de promover o aborto nos EUA e em outros países por meio da Fundação Susan Thompson Buffett, uma instituição beneficente de Buffet estabelecida em honra de sua esposa, que morreu em 2005.


Essa fundação distribuiu mais de 2 milhões de dólares para o Projeto de Acesso ao Aborto Inc., mais de 2 milhões de dólares para Católicas pela Escolha, uma organização dedicada a minar o ensino da Igreja Católica sobre a santidade da vida, e mais de 40 milhões para o IPAS, uma organização que promove a expansão do aborto legal na América Latina e Central, e em países do terceiro mundo.
Aliás, o IPAS esteve implicado em 2007 como participante do alegado acobertamento do estupro de uma menina de nove anos chamada “Rosita,” perpetrado pelo seu padrasto. Marta Maria Blandon, então diretora do IPAS para a América Central, foi acusada de ajudar Francisco Fletes a fugir para a Costa Rica com sua esposa e “Rosita” em 2003, sabendo muito bem que Fletes era suspeito na investigação. Contudo, a prioridade de Blandon e de seus cúmplices no movimento abortista internacional era usar a gravidez da menina de nove anos como um “caso difícil” com o qual poderiam minar as leis pró-vida da região.
O IPAS interveio na batalha sobre legalizar o aborto na Cidade do México com estatísticas falsas, afirmando que 1.527 mulheres haviam morrido de complicações devido a abortos ilegais entre os anos de 1990 e 2005. No entanto, líderes pró-vida apontaram que as próprias estatísticas da secretaria de saúde bem como as de outros órgãos contradiziam esse número.
Bloomberg informa que Buffett tem a intenção de doar 99 por cento de sua fortuna pessoal antes de sua morte. Ele comprometeu 85 por cento de suas ações na Berkshire para a Fundação Gates, a Fundação Susan Thompson Buffett, a Fundação Howard G. Buffett, a Fundação Sherwood e a Fundação Novo.

2 comentários:

WRamiro disse...

Entre os ricos você nunca encontrará um homem verdadeiramente generoso, nem por acaso. Eles podem doar seu dinheiro, mas nunca se doam; eles são egoístas, enigmáticos, secos como ossos velhos. Para ser inteligente o suficiente para conseguir todo aquele dinheiro, você deve ser estúpido o suficiente para desejá-lo.(G. K. Chesterton)

Paulo disse...

Como podemos protestar contra as empresas de onde vêm esse dinheiro todo?