terça-feira, 1 de março de 2011

Bebidas alcoólicas aumentam o risco de aborto

Bebidas alcoólicas aumentam o risco de aborto

A mulher pode ingerir bebida alcoólica na gestação?

Existe o mito de que tomar aquela cervejinha preta de vez enquando na gravidez é bom.

Puro mito: Beber durante a gestação pode ser muito perigoso para a mamãe. Não existe uma dose mínima ou limite estabelecido para o consumo de álcool durante a gravidez que não prejudique o bebê.

O álcool é uma substância com passagem livre pela placenta, o que significa que o álcool vai diretamente para o feto e o fígado do bebê, que está em formação, metaboliza o álcool duas vezes mais lentamente que o fígado da sua mãe, isto é, o álcool permanece por mais tempo no organismo do bebê do que da sua mamãe. Entende agora o perigo?

Aborto espontâneo e trabalho de parto prematuro são algumas das complicações estimuladas pelo álcool na gravidez, mesmo em pequenas quantidades. Na verdade, o risco de aborto espontâneo praticamente dobra quando a gestante bebe álcool.

Outros problemas causados no feto pelo álcool são: falta de crescimento, rosto desfigurado e retardo mental, dependendo da fase da gravidez e também da quantidade de álcool ingerido.

A Organização Mundial da Saúde estima que a cada ano 12 mil bebês no mundo nascem com a Síndrome Fetal do Álcool ou Síndrome do Alcoolismo Fetal (SAF).

A SAF (Síndrome do Álcool), conseqüência direta no feto sobre o consumo de álcool durante a gravidez é irreversível. As causas comuns são retardo no crescimento intra-uterino, retardo do desenvolvimento neuropsicomotor e intelectual, distúrbios do comportamento (irritabilidade e hiperatividade durante a infância), diminuição do tamanho do crânio (microcefalia), malformações da face como nariz curto, lábio superior fino e mandíbula pequena, pés tortos, malformações cardíacas, maior sensibilidade a infecções e maior taxa de mortalidade neonatal.

Tenho certeza que, com essas informações, a cervejinha no fim de semana pode esperar até o nascimento da criança que, aliás, com saúde merece um brinde!

Nenhum comentário: