segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Milagre em Petrópolis não teria acontecido com o PNDH-3 vigorando


20, fevereiro, 2011

Luis Dufaur
O Brasil ainda conta os falecidos nos desabamentos da noite de 11 para 12 de fevereiro passado na região serrana do Estado do Rio. No momento que escrevemos o número chega a 902 e há 400 desaparecidos. Tratou-se da mais mortífera catástrofe natural da história do Brasil desde que há cômputos fiáveis.
Entretanto, uma frágil imagenzinha de gesso de Nossa Senhora das Graças resistiu de modo surpreendente à enxurrada mortífera, sem se mover do oratório onde estava sem nada que a prendesse, segundo informou o site Terra.
Ela não deixou de ser atingida pelas águas lamacentas do rio Santo Antônio que derrubaram e sepultaram casas, que arrastaram carros como se rolhas, árvores e, pior ainda, ceifaram numerosas vidas.
Só no Vale do Cuiabá, Petrópolis, onde se encontra a imagem foram recuperados 72 corpos e 26 pessoas estão na lista de desaparecidos.
A prova que a imagem resistiu de modo incrível esta inscrita nela mesma: ela está cheia de barro quase até a cintura, como também o simples oratoriozinho aberto que a protegia das intempéries.
A enxurrada descontrolada e assassina a envolveu, mas não pôde nada contra Ela.
Dias depois, em torno dEla, registrou o siteTerra, postes, móveis, veículos, roupas e a vegetação ainda formavam montanhas de entulho, exalando forte cheiro.
A imagenzinha de Nossa Senhora das Graças miraculosamente preservada sugere uma lição: é só aos pés de Nossa Senhora, agarrados a Ela que encontraremos proteção e segurança, mesmo nas horas em que parece que o perigo vai nos engolir.
A população local está agradecida, rebatizou-a Nossa Senhora do Vale do Cuiabá e a protegeu com uma redoma.
Perigos há muitos e podem nos pegar de surpresa no momento mais inesperado. Com Nossa Senhora não teremos nada a temer.
Mas, sem Ela… ali está o trágico exemplo do Vale do Cuiabá em Petrópolis: quantos dos que água levou rezavam seriamente a Nossa Senhora e procuravam imitar suas virtudes?
Como se apresentaram diante de Deus no dia de seu juízo particular que tudo indica foi esse mesmo momento da catástrofe?
Rezemos pelo repouso eterno de suas almas e nos encomendemos à misericórdia da Mãe de Deus, nosso divino e amado Juiz e Redentor.
Entrementes, uma outra reflexão se impõe: se o PNDH-3 tornar efetivo seu intento de banir os símbolos religiosos dos locais públicos - seria o caso de esta imagenzinha de Nossa Senhora – o que será então do Brasil?
Não podemos desejar nem permitir que o Brasil fique a mercê de enxurradas materiais e morais que até podem ser muito mais devastadoras que as sofridas pela região serrana do Rio de Janeiro, por causa de uma fantasia ideológica de esquerda.
www.ipco.org.br 

Nenhum comentário: