sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Justin Bieber é contra o aborto: é como matar uma criança, não é?

Justin Bieber, em entrevista à revista Rolling Stone,  se declara contra o aborto

Na capa da Rolling Stone: Justin Bieber é contra o aborto
Estrela adolescente fotografada com visual diferente para capa da Rolling Stone. Sexo, aborto e segurança social são alguns dos temas da entrevista.
O cantor adolescente Justin Bieber, que esta semana ganhou o prémio Brit para Revelação do Ano, é a mais recente estrela de capa da revista norte-americana Rolling Stone.
Na entrevista, o canadiano fala de assuntos como sexo antes do casamento, aborto e cuidados médicos universais.


"Não acredito no aborto... é como matar um bebé, não é?", disse a voz de "Baby".

Sobre a possibilidade de abortar na sequência de uma gravidez causada por violação. Bieber responde: "Hum. Bem, acho que é muito triste, mas tudo acontece por uma razão. Não sei porque é que isso havia de ser uma razão [para abortar]. Nunca estive numa posição dessas, por isso suponho que não posso fazer um julgamento".

Na mesma entrevista, Justin Bieber afirma ainda: "Penso que só devemos fazer sexo com alguém se estivermos apaixonados por essa pessoa. Acredito que devemos esperar pela pessoa que amamos".

O cantor garantiu ainda que não pretende obter a nacionalidade norte-americana, elogiando o sistema de saúde do seu país, o Canadá.

"O Canadá é o melhor país do mundo. Vamos ao médico e não temos de preocupar-nos em pagar-lhe, ao passo que aqui [nos Estados Unidos] as pessoas estão sempre falidas por causa das contas do médico".

Entretanto, a Rolling Stone acaba de lançar um apelo aos seus leitores: o de escolher o artista ou banda que estará numa das suas próximas capas, dentre uma seleção de vários músicos ainda sem contrato.

Fonte: Blitz - Revista Rolling Stones

Um comentário:

sacolasvicosamg disse...

ele esta certíssimo,não sei porque alguns adolescentesou algumas pessoas penssam diferente. ele esta correto .